O apresentador do DF Record, Matheus Ribeiro, relatou em suas redes sociais um episódio de homofobia que passou junto com o namorado, o capitão da Polícia Militar, Yuri Piazzarollo. Vale lembrar que este não é o primeiro episódio de violência sofrido este ano pelo jornalista.

Os dois estavam em uma lanchonete de Brasília quando, em uma mesa próxima onde sentavam três pessoas, começou a discriminação apenas pelos dois estarem juntos.

“Um senhor careca começou a dizer coisas do tipo ‘que nojo desses viados se pegando’, e ‘esse mundo tá perdido’”; descreveu Matheus Ribeiro em seu post.

Nenhuma das outras duas pessoas que estavam na mesa com o senhor homofóbico se manifestou, sendo cúmplices e coniventes com o crime de homofobia. Apesar disso, Matheus e o noivo mantiveram a calma.

E foi assim que o trio homofóbico se levantou para ir embora, que Matheus e o noivo responderam da melhor forma.

O jornalista exclamou: “Ei senhor!”, se dirigindo ao idoso que proferiu as ofensas. Ao que o homofóbico virou pra ver o que era, Matheus disse “Boa Noite” e tascou um beijão de língua no amado.

Leia seu relato na íntegra:

Matheus Ribeiro sofre homofobia em lanchonete de Brasília

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).