A cantora Marília Mendonça está sendo acusada de ser transfóbica na Internet após uma conversa com seus músicos durante uma live que rolou no último final de semana.

A influenciadora Bruna Andrade – que é trans e conta que era fã da cantora – fez um vídeo em seu IGTV explicando a situação e refletindo sobre o como a transfobia é naturalizada na sociedade. Ela estava acompanhando a live quando assistiu ao diálogo inesperado incrédula.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Durante a apresentação, Marília lembrou com deboche da história de um integrante da banda que “tocava em um lugar”, como diz ela em suas palavras. “Exatamente!”, responde um dos músicos de maneira irônica. “Quem é daqui de Goiânia se lembra da boate Diesel?”, pergunta Marília ao que os presentes caçoam e dizem coisas como “Tô falando…”. Bem, a boate Diesel, de Goiânia, era uma boate LGBT+.

Marília então continua enquanto todos riem: “E aí não vou falar quem… Quem lembra da Boate Diesel… Ele disse que lá foi o lugar que beijou a mulher mais bonita da vida dele… ”, ao que um músico a interrompe e pergunta: “E era mulher mesmo, porra?”. Todos então caçoam e riem da situação junto com Marília.

VEJA TAMBÉM:  JK Rowling tenta se defender de acusações de transfobia, mas emenda sai pior que o soneto

Assista a cena abaixo:

Em seu vídeo, Bruna questiona o deboche como a questão é tratada. Primeiro com ironia pra se falar de uma boate LGBT+. Qual seria a graça de uma boate voltada para o público LGBTQIA+ pra todos rirem? “Como se tivesse alguma grande graça nisso? Já fiquei um pouco chateada porque as risadas são de deboche!”, conta Bruna.

Ela então então descreve a parte que a deixou realmente decepcionada com a artista da qual era fã: “E aí enquanto riem um cara questiona ‘Nossa, mas será que era mulher mesmo?’. E aí eu engoli seco porque eles estavam debochando do amigo que ficou com uma menina trans”, explica a influenciadora.

VEJA TAMBÉM:  Mulher trans atacada em aeroporto vai ser indenizada por agressor

Bruna, que assistia a live, lembra que duas músicas antes, Marília contou de um amigo da banda que se relacionava com uma menina, ao que todos aplaudiram. Pouco após, o oposto aconteceu quando se tratava de uma história envolvendo uma mulher trans: “Agora, quando o cara se relaciona com uma menina trans, aí é piadinha, gracinha, deboche…”, desabafa Bruna. Assista abaixo seu vídeo na íntegra:

Pela Internet, já são muitos os comentários de decepção dos muitos fãs LGBTs que a cantora sertaneja tinha. Confira alguns abaixo:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).