Uma pesquisa realizada pela sturt-up Todxs revelou que sete em cada dez estudantes do ensino médio não se sentem seguros para declarar suas identidades de gênero e sexualidade durante a vida escolar e sofrem LBGBTfobia.

O levantamento ouviu cerca de 15 mil membros da comunidade LGBTQIA+ e apontou rotinas de agressão e falta de diálogo como os principais motivos para o silêncio.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
LGBTfobia nas escolas: sete em cada dez estudantes não se sentem seguros para declarar sexualidade
LGBTfobia nas escolas: sete em cada dez estudantes não se sentem seguros para declarar sexualidade (Foto: Pixabay)

O Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Todxs, Marcos Felipe Almeida disse ao portal Terra que espera que o levantamento ocasione mudanças nas políticas públicas de combate à LGBTfobia.

“Há uma falta de dados por parte dos órgãos oficiais; o próprio IBGE tem apenas uma pergunta sobre o tema. Isso traz dificuldade para o mercado, para a sociedade civil, e gera um reforço da invisibilização dessas pessoas, feita pelo próprio Estado, ao deixar de entender mais sobre essa população”, afirmou Marcos.

VEJA TAMBÉM:  Garoto que se matou por bullying homofóbico é enterrado em caixão arco-íris pela família