Um garoto de 15 anos tentou parar a Parada LGBT da cidade de Plock, na Polônia, no último sábado (10) segurando um crucifixo contra os manifestantes.

Oa adolescente chamado Jakub Baryla, que se descreve como “católico tradicionalista, conservador e patriota”, em suas redes sociais, disse à imprensa: “Pedi uma cruz de um padre da paróquia de Plock. Queria que as pessoas vissem meu gesto para fazê-las refletir”.

Poland plock equality parade blocked by teenager with crucifix
Jakub empunhando seu crucifixo achando que LGBTs são vampiros.

E continuou: “Primeiro andei com a cruz na mão em frente ao cordão da polícia para me proteger. Então, me sentei na calçada e rezei em latim com as palavras do Salve Rainha. Dirigi minha oração à Mãe de Deus. Foi quando policiais me abordaram pedindo para que eu saísse do caminho da marcha”, disse o garoto.

Ele então tentou se recusar a deixar o local: “Eu não poderia fazer isso porque os participantes da marcha estão destruindo a minha fé católica e profanando a bandeira da Polônia ao colocar um arco-íris nela!”, afirmou.

Não restou então à polícia outra alternativa senão remover o garoto do local para que a Parada LGBT pudesse seguir em frente sem maiores prejuízos a ambos.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Image
Polícia retira jovem que tentou impedir realização de Parada LGBT na Polônia.

Em seu Twitter – embebido em seu fanatismo religioso e intolerante – o garoto ainda escreveu após o acontecido: “Nossa Santa Fé nos ordena a contra-atacar atos malignos. Tentei fazer isso. Dizer que eu estava indo contra pessoas é errado, eu estava indo contra as más condutas que promovem a homossexualidade”.

Coitado,  né?

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).