Mais um crime envolvendo aplicativos de encontros gays… O jovem Damarion Degrate, de 17 anos e que vive no Texas (EUA), está sendo acusado de matar um homem que conheceu no Grindr em agosto, além de outras três vítimas pelas quais já foi condenado e teria agido da mesma forma.

A polícia originalmente prendeu Degrate após o assassinato de três gays em 17 de agosto, relatou o Waco Tribune-Herald. Todos os três homens se encontraram com Degrate no Grindr antes de suas mortes.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Foi por meio do Grindr que Degrate se comunicou com as vítimas e fez planos para se encontrar com elas”, disse o relatório da polícia. “Depois de se encontrar com as vítimas, Degrate atirou nas três.”

As acusações de assassinato vêm em conexão com a morte de Jonathan Breeding, 23 em 17 de agosto. Registros de bate-papo mostram que Degrate conversou e concordou em se encontrar com Breeding pouco antes de sua morte.

VEJA TAMBÉM:  Como Hornet e Grindr estão ajudando a proteger gays da perseguição no Egito
Damarion e uma de suas vítimas do Grindr: Jonathan Breeding, de 23 anos. (Foto: Reprodução / smalljoys.tv)
Damarion e uma de suas vítimas do Grindr: Jonathan Breeding, de 23 anos. (Foto: Reprodução / smalljoys.tv)

A acusação alega que Degrate atirou em Breeding em seu carro. Breeding então escapou antes de bater seu carro em um poste a vários quarteirões de distância. Ele morreu no hospital mais tarde naquela noite.

As investigações sobre os outros dois tiroteios – também ligados a Degrate – continuam em andamento e nenhuma outra acusação foi apresentada até agora.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).