Muitos internautas correram para defender do candidato à presidência dos Estados Unidos pelos Democratas, Joe Biden, na última semana, depois que John Cardillo, um eleitor republicano, tentou atacar sua imagem de maneira homofóbica – e cheia de masculinidade frágil e tóxica – usando uma foto onde o presidenciável aparece beijando seu filho, Beau Biden.

John Cardillo, um republicano conservado, ex-oficial da Polícia de Nova York e que agora é apresentador da Newsmax TV, questionou a imagem em seu Twitter, chamando a troca de afeto entre o presidenciável e seu filho como “inapropriada”: “Isso parece uma interação pai / filho apropriada para vocês?’, perguntou John no post anexando a foto junto. Veja a imagem abaixo:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Republicano tenta atacar Joe Biden em imagem afetuosa com seu filho (Foto: Reprodução / Twitter)
Republicano tenta atacar Joe Biden em imagem afetuosa com seu filho (Foto: Reprodução / Twitter)

Essa gente conservadora de direita é extremamente mal resolvida sexualmente, né? Não sabe diferenciar educação sexual de sexo, sexualidade de sexo, não sabe diferenciar afeto de sexo… já repararam?

Só que a postagem de Cardillo – que esperava uma chuva de likes e danos à imagem do candidato democrata – foi um tiro que saiu pela culatra e causou uma onda de reações contrárias – mais de 60 mil respostas! – em defesa de Biden e seu filho nas redes sociais.

VEJA TAMBÉM:  Joe Biden e Kamala Harris marcam o "Dia da Memória dos Transgêneros"

Internautas inundaram o post de fotos de pais e filhos que simplesmente se amam e não veem qualquer problema em demonstrar afeto. “Esta é a foto de um pai que enterrou dois filhos em tragédias inimagináveis, abraçando seu último filho vivo”, escreveu a analista jurídica e de segurança nacional da CNN, Susan Hennessy.

A primeira esposa de Biden, Neilia Hunter, e sua filha Naomi morreram em um acidente de carro em 1972, enquanto seu filho mais velho, Beau Biden, morreu de um tumor cerebral em 2015.

“A resposta é sim! Eu beijo meu filho, abraço firme! Tudo com muita ternura. Ele vai crescer se sentindo seguro, forte, corajoso e sempre sabendo que é amado. Então, sim, segure firme seu filho, Joe Biden!”, disse o jornalista Joshua DuBois comentando a publicação.

Em seguida, muitos usuários do Twitter compartilharam fotos de Trump se beijando e interagindo com seus filhos, especialmente com sua filha mais velha, Ivanka, mostrando que sim, o afeto entre pais e filhos deve ser algo naturalizado.

Veja abaixo algumas das respostas com fotos fofíssimas em resposta a tentativa homofóbica fracassada de John Cardillo de afetar a imagem de Joe Biden usando homofobia e masculinidade frágil e tóxica pra isso:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).