Se você acha que a situação da comunidade LGBTQ+ por aqui já é complicada, nos países orientais é ainda pior.

Políticos da Indonésia estão planejando forçar pessoas LGBTQ+ a se submeterem a um programa de reabilitação como parte de uma nova lei de “resiliência familiar“.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Uma versão vazada da lei também abrange barrigas de aluguel e sadomasoquismo, no que é chamado de “desvios sexuais“. O tratamento será realizado pelo governo.

Caso a pessoa não queira se entregar, as autoridades poderão tirar até guardas de menores de idades, sendo temporariamente ou até permanentemente.

A homossexualidade, pelo menos por enquanto, é ainda legal na Indonésia. Apenas em algumas cidades predominantemente islãs, LGBTQs podem até ser flagelados.

Entretanto, a intolerância está crescendo no país e está assustando muitos de nós que moram lá. A polícia inclusive está achando brechas nas leis para apreenderem homens gays e bis por atos totalmente inofensivos.

VEJA TAMBÉM:  Livro infantil sobre coelho gay criado para irritar o vice-presidente dos EUA é sucesso de vendas

A nova lei é prioridade no parlamento nos próximos quatro anos, porém pode ser aprovada ainda em 2020, já que já está sendo discutida no congresso indonésio.

Avatar
22 anos, geminiano, mineiro, jornalista formado pela UEMG. Apaixonado por música e artes de modo geral. Ex-bailarino na teoria mas danço nas festinhas bastante. Sonho em ser amigo da Rihanna e da família da Beyoncé. Provável futuro ex-bbb e quem sabe vencedor da Fazenda.