O Relatório divulgado pela International Lesbian, Gay, Bisexual, Trans and Intersex (Ilga World) aponta que as relações homoafetivas ainda são consideradas crime em 69 países membros da ONU.

Ainda de acordo com o relatório, a homossexualidade é penalizada com morte em 6 destes países (Brunei, Irã, Mauritânia, Nigéria, Arábia Saudita e Iêmen). A organização enfatiza a lista ainda pode aumentar. Ao menos 34 país aprovaram leis que criminalizam a homossexualidade nos últimos 5 anos.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Nos países e territórios onde essas disposições ainda se aplicam, as pessoas podem ser denunciadas e detidas a qualquer momento, mesmo sob a suspeita de terem praticado atos sexuais consensuais com alguém do mesmo sexo”, declarou Ramón Mendo em nota de divulgação do relatório.

Homossexualidade ainda é crime em 69 países membros da ONU (Foto: Pixabay)
Homossexualidade ainda é crime em 69 países membros da ONU (Foto: Pixabay)

Países como: Afeganistão, Paquistão, Catar, Somália e Emirados Árabes Unidos estudam a adoção de pena de morte para LGBTQIA+.

A entidade aponta que alguns países avançaram na proteção legal à população LGBTQIA+. Lucas Ramón Mendos, coordenador de pesquisa da ILGA,  ressaltou os casos do Gabão e do Butão, que findaram as legislações que criminalizavam as relações LGBT.