A polícia da região de Eureka, na Califórnia (EUA), abriu uma investigação de crime de ódio após acontecer um episódio de vandalismo com um casal gay por um vizinho homofóbico ainda não identificado.

Segundo o jornal local The Lost Coast Outpost, Brian Kleinmeyer e Daniel Kain descobriram o ataque homofóbico na manhã de quarta-feira (16). Kleinmeyer notou que uma decoração de dois bonecos de mãos dadas foi arrancada do chão e colocada ao lado da bandeira do orgulho LGBT que também compunha a decoração. Um exame mais detalhado revelou que o vândalo autor do crime também havia manchado os bonecos com fezes.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Na noite passada, alguém veio a nossa casa no Myrtle e passou fezes em toda nossa decoração”, escreveu Kleinmeyer no Facebook. “Eles literalmente os arrancaram do chão e limparam suas bundas com eles, e os colocaram cuidadosamente com nossa Bandeira do Orgulho … Eu pensei que coisas poderiam ser roubadas, mas nunca em um milhão de anos eu pensei que isso iria acontecer. Estou completamente em choque.”

VEJA TAMBÉM:  Curso de autodefesa para LGBTs abre inscrições em Teresina
Casal teve decoração natalina vandalizada por homofóbico. (Foto: Reprodução / Facebook)
Casal teve decoração natalina vandalizada por homofóbico. (Foto: Reprodução / Facebook)

Uma chamada à polícia levou a uma investigação formal do incidente como um crime de ódio: “Está muito claro para mim que este foi um ato deliberado baseado na percepção do suspeito sobre a orientação sexual [dos casais]”, disse o chefe de polícia de Eureka, Steve Watson, ao Lost Coast Outpost. Ele também descreveu o crime de ódio como uma “coisa absolutamente horrenda e apavorante”.

Casal protestou no Facebook após ataque homofóbico sofrido. (Foto: Reprodução / Facebook)
Casal protestou no Facebook após ataque homofóbico sofrido. (Foto: Reprodução / Facebook)

Esta também não é a primeira vez que Kleinmeyer e Kain viram suas decorações de Natal vandalizadas. Duas semanas atrás, o casal relatou ter a decoração do trenó do Papai Noel rasgada ao meio e luzes de Natal emaranhadas em seu quintal.

“Esse tipo de ódio não será tolerado”, acrescentou o chefe Watson, da polícia. “Usaremos todos os recursos que temos para identificar, perseguir e prender os responsáveis, bem como trabalhar com o promotor público para garantir que sejam processados ​​em toda a extensão da lei.”

VEJA TAMBÉM:  Garota é expulsa de escola cristã por usar moletom arco-íris

Se condenados, os autores do crime podem enfrentar uma multa de US $ 5.000 e até um ano de prisão.

Kleinmeyer e Kain se disseram surpresos com o apoio recebido após sofrerem os ataques homofóbicos: “Não vou mentir”, disse Kleinmeyer ao The Outpost. “Não chorei porque nossas decorações foram vandalizadas, mas chorei pela gentileza que recebemos desde que aconteceu. Estou completamente encantado. “

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).