O estudante Rodrigo dos Anjos nascimento foi encontrado morto, na última segunda-feira (22), na Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro.

O jovem era aluno do curso de História na Universidade Federal do Rio de Janeiro. A instituição acredita que ele por ter sido vítima de homofobia.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O corpo de Rodrigo foi encontrado com marcas de agressão a tiros. Ao UOL, a PM do Rio informou que foi acionada para o local, constatou o óbito e isolou a área para perícia da Delegacia de Homicídios.

Homofobia: estudante da UFRJ é encontrado morto no Rio de Janeiro
Homofobia: estudante da UFRJ é encontrado morto no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)

Segundo informações preliminares, o estudante esteve em uma festa na região antes de ser assassinado. A DH investiga se Rodrigo foi assassinado por milicianos que atuam na região.

Amigos teriam relatado a polícia sobre a suspeita de uma tentativa de abuso seguida de execução.

O Instituto de História soltou uma nota em que defende que os estudante foi brutalmente assassinado por ser homossexual e que trabalhará para “para elucidar esse caso, tristemente sintomático dos tempos sombrios em que vivemos”.

VEJA TAMBÉM:  Comissão Interamericana de Direitos Humanos investiga homofobia no Brasil

O Centro Acadêmico Manoel Maurício de Albuquerque,  entidade que representa os estudantes de História da UFRJ, também entende que o crime possa ter sido motivado por homofobia.

“O caso do Rodrigo é mais uma prova de como os corpos LGBTQI+ são vítimas de uma sociedade cada vez mais violenta e conservadora, mas não pode ser tratado como estatística, estamos falando de mais um jovem que teve seu direito à vida ceifado, um jovem que tinha nome, que tinha sonhos e desejos”, publicou a entidade.