Lorival Francisco, de 49 anos, deixou sua casa, em Joinville (SC), há cerca de 10 anos. Ele precisou fugir de ataques homofóbicos por parte de sua vizinhança. Hoje, ele vive em um carro abandonado dentro de um cemitério, na cidade de Garuva, interior de Santa Catarina.

Na última terça-feira (02), o rapaz foi descoberto pelo jornal Folha do Norte SC. “Eu sou homossexual, sabe,’viado’… gay”, disse “Lori” ao jornalista. “Eu queria viver aqui sozinho por causa da homofobia“.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Para fugir de homofobia, homem vive em carro abandonado dentro de cemitério (Foto: Reprodução / Herison Schorr)

Segundo o site ND, após a entrevista viralizar nas redes sociais, uma vaquinha foi realizada pelo site Razões para Acreditar. A arrecadação, que visa construir uma casa para Lorival, já ultrapassou a marca de R$ 41 mil. O terreno foi cedido pelo cunhado de Lorival. Ele pretende deixar o cemitério caso consiga construir uma casinha no local.

VEJA TAMBÉM:  Silas Malafaia defende Ana Paula Valadão e diz: "gays são grupo de risco pra AIDS" (vídeo)

“Lorival conta que nunca sofreu discriminação da família, mas que o problema era o mundo ao redor, como as pessoas da escola e os vizinhos”, aponta o ND. “Por isso saiu de casa, em Joinville, escolhendo viver sozinho mesmo sem ter onde ficar”, conclui o jornal.