Uma história de explicação ainda difícil de entender pela violência desproporcional gerada, e com agravante homofóbico, tomou a mídia no Reino Unido. Uma garota adolescente foi atacada por seus amigos que a chamaram de “fucking lesbian”, ou “lésbica do c*ralho!!” em tradução livre.

Ellie-Mae Mullholland, que tem apenas 18 anos,  foi encaminhada ao hospital depois da agressão que partiu de uma de suas amigas. Tudo teria começado por uma suposta dívida de 10 libras entre as garotas.

Stevie-Leigh Ansell, irmã da vítima, disse que ela foi deixada com um nariz quebrado e dois olhos roxos, além de machucados na cabeça.

A irmã ainda tentou explicar o que houve à imprensa: “Minha irmã estava saindo à caminho da casa de uma de suas amigas. Ela tinha encontrado algumas ali perto, que até achava que também eram suas amigas. Uma delas lhe devia 10 dólares e Ellie simplesmente perguntou sobre isso.”

Ao que a garota negou a dívida, foi aí que a confusão começou e a agressão descambou para a homofobia, quando duas das garotas bateram nela e disseram: “Sua lésbica da porra, você e sua namorada vão pagar muito mais caro da próxima vez!”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Ela pensou que eram amigas. Tudo ainda aconteceu enquanto ela estava no telefone com a sua mãe”, finalizou a irmã descrevendo o ocorrido.

No Facebook de Stevie, o post com fotos da agressão sofrida viralizou, alcançando mais de mil compartilhamentos e muitos de comentários de indignação:

Alli Sweeting, investigador da polícia britânica e  que apura o caso, afirmou à imprensa: “O relato inicial que recebemos foi em relação a uma agressão com agravante homofóbico. Estamos investigando para estabelecer todas as circunstâncias do que houve de fato. Se for comprovada a homofobia, estaremos agravando o caso. Lidamos com crimes de ódio e não esperamos que pessoas da nossa comunidade tenham que lidar com tanta intolerância e ódio alheio”.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).