O ex-jogador de futebol Geovânio Bonfim Sobrinho, conhecido como Wando e que já jogou nos times do Vasco e Benfica, correu com um facão contra o síndico gay do seu condomínio. 

O síndico, Tiago Teles Felinto, de 35 anos, registrou um boletim de ocorrência na 11ª Delegacia de Polícia. Antes do ocorrido, ele já havia gravado um vídeo onde o ex-jogador diz que “não gosta de viado, não gosta de boiola” e chama o funcionário de “boiola” e “baitola”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A perseguição ocorreu no dia 4 de julho e foi gravada pelas câmeras de segurança do local. Nas imagens, Wando pegou o facão dentro do carro e saiu correndo atrás do síndico.

Tiago relatou que a esposa do acusado e um policial civil testemunharam a cena, mas não interferiram: “A minha revolta foi de ter um policial civil na hora que não fez nada e se omitiu”.

VEJA TAMBÉM:  Céline Dion, Demi Lovato, Melanie C, Britney Spears participam de vídeo dedicado aos LGBTI+ mortos por crimes de ódio no Brasil

De acordo com o síndico, Wando é inadimplente há vários anos e por este motivo não foi convidado para a reunião de condomínio. “Quando ele apareceu, começou a me agredir verbalmente. A intenção dele era fazer essa ameaça, algo para me amedrontar, mas não imaginei que ele fosse pegar um facão e correr atrás de mim”, contou ao Metrópoles.

Wando afirmou que teve “diversas divergências e troca de ofensas” com o síndico e sente que “é tratado de maneira diferente em relação aos demais moradores”. Na delegacia, de acordo com o Metrópoles, o ex-jogador deu a entender que sofria de “heterofobia” e que apenas falou “Você tem que respeitar homem” ao funcionário.