A vereadora pela cidade de São Paulo, Erika Hilton (PSOL) dará entrada em uma ação contra 50 pessoas que a ameaçaram de forma preconceituosa, racista e transfóbica nas redes sociais.

A ação, que deve ser protocolada nesta quarta-feira (06), cita ofensas como “raça imunda”, “traveco”, “vagabunda”, “jumenta”, “ser despresível” e “cabelo desse serve pra tirar ferrugem de ferro”. Os advogados de Erika reuniram um dossiê que com os xingamentos e ofensas.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Erika Hilton vai processar 50 transfóbicos que a ofenderam nas redes sociais (Foto: Reprodução / Bancada Ativista)
Erika Hilton vai processar 50 transfóbicos que a ofenderam nas redes sociais (Foto: Reprodução / Bancada Ativista)

A petição solicita às plataformas Twitter, Facebook e Instagram que repassem os dados dos perfis para que os responsáveis paguem uma indenização de R$ 10 mil pelos danos morais.

“Quando uma mulher negra e travesti passa a ocupar uma função pública de prestígio, ataques em redes sociais são utilizados como tática de intimidação”, destaca a ação acessada pelo jornal Folha de SP.

Erika Hilton pretende usar o valor da reparação para custear processos de retificação de nome e gênero de pessoas trans até que uma lei garanta a gratuidade.