Uma franquia da confeitaria Dairy Queen, no Canadá, se recusou a realizar o pedido de uma cliente. Ela queria um bolo personalizado com “feliz aniversário lésbica” escrito nele.

Embora o funcionário da confeitaria já tivesse retirado o pedido, o gerente interveio e se recusou a fazer o bolo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Confeitaria se recusa a fazer bolo com a palavra lésbica
Confeitaria se recusa a fazer bolo com a palavra lésbica (Foto: Reprodução)

“Eu sabia que era gay desde a sétima série e saí há dois anos. E isso é algo que sempre me preocupei que acontecesse”, disse a cliente ao Star Observer. “Não deveríamos esconder [a palavra ‘lésbica’] das pessoas.”

“Foi perturbador vê-la sentir isso, especialmente em seu aniversário e eu estava preocupada com ela”, declarou a irmã da cliente. “Ela se sentiu constrangida, envergonhada e nunca deveria sentir isso por ser quem ela é.

Após a repercussão do caso, o proprietário da loja se desculpou e afirmou que treinará seus funcionários para que isso não se repita.

VEJA TAMBÉM:  Mulheres são vítimas de transfobia por Uber em Brasília

“Nossa intenção é criar bolos personalizados que sejam inclusivos e não discriminatórios, e isso faz parte de nossa política. Reconheço que não seguimos nossa política de maneira adequada ”, disse o proprietário Tim Morrison.

A aniversariante aceitou o pedido de desculpas do proprietário e disse que não difamaria a loja.

“Ele sabe que o que disse estava errado. Somos todos humanos e cometemos erros ”