Um casal gay afirmou estar com medo de dar as mãos em público depois de serem ameaçados aos gritos de que deveriam “morrer” por um grupo de homofóbicos, conforme noticiou o Somerset Live.

O casal, que vive em Taunton, Somerset, na Inglaterra e teve o anonimato preservado, passou por bem mais de uma situação de homofobia em público, segundo o relatório da polícia.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Algumas pessoas nos seguiram pelas ruas, chamando a gente de bichas, dizendo que deveríamos ter uma namorada. Não estamos mais dando as mãos e menos ainda beijando em público. Meu namorado tentou me beijar uma vez, eu disse que não consigo porque estou aterrorizado”, disse um deles.

E continuou: “Isso precisa parar, nós dois estamos criando uma síndrome do pânico quando vamos para a cidade. É algo que não precisamos passar.”

VEJA TAMBÉM:  Mulher xinga e cospe em passageiro gay no metrô; assista

Uma das vítimas disse que um dia ele e o namorado estavam entrando na cidade quando notaram um grupo de adolescentes os seguindo.

Ele ouviu os meninos dizendo que esperariam o casal gay dobrar a esquina e então seguiriam: “Esses quatro meninos nos disseram: “Vocês deveriam morrer porque serem gays”, disse ele. “Meu namorado ficou apavorado, pensamos que íamos ser agredidos.”

Casal gay de mãos dadas... Atitude sem medo ainda é um privilégio hétero! (Foto: Freepik)
Casal gay de mãos dadas… Atitude sem medo ainda é um privilégio hétero! (Foto: Freepik)

O casal gay agora está considerando se mudar de Taunton – que definitivamente parece uma região mais perigosa para casais gays – por causa dos abusos, apesar de ter se mudado pra lá em abril do ano passado. Naquela época, eles já tiveram ovos e pedras atirados em suas janelas por causa de sua sexualidade.

Mesmo assim, os dois foram inundados com o apoio de moradores locais quando compartilharam sua experiência traumatizante no Facebook, com alguns até se oferecendo para acompanhá-los com câmeras enquanto eles caminhavam pela cidade.

VEJA TAMBÉM:  Cara Delevingne e Ashley Benson respondem ataques homofóbicos nas redes sociais

Um porta-voz da Avon e da Polícia de Somerset disse ao Somerset Live que eles estão investigando a denúncia de que quatro meninos, com idades entre 15 e 17 anos, atacaram o casal gay na última segunda-feira, 18 de janeiro.

A polícia disse que o incidente está sendo tratado como um crime de ordem pública e que eles estão sendo apoiados por uma repartição de crimes de ódio da polícia.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).