A 5ª Vara Cível da Comarca de Guarulhos decidiu por condenar um bar e restaurante por homofobia. O jovem sofreu danos morais dentro do estabelecimento e terá que receber R$ 25 mil. As informações são do Jornal Jurid.

De acordo com o processo, o cliente estava dentro do bar quando os seguranças do local o abordaram por estar supostamente com a camisa aberta. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Ao se negar a abotoar a camisa, os seguranças começaram a ofendê-lo com palavras homofóbicas e tentaram o expulsar. O jovem foi para o banheiro e lá outro segurança tentou uma agressão.

O juiz Artur Pessôa de Melo Morais afirma que o estabelecimento não obteve provas para sustentar a versão apresentada.

“Ainda que o requerente estivesse, efetivamente, com parte de sua blusa aberta, nada justificaria o ataque e o desrespeito perpetrado pelos prepostos da casa que, com a intenção de humilhá-lo e diminui-lo, utilizaram-se, com viés evidentemente pejorativo, de elementos sensíveis de sua livre orientação sexual, o que, a toda evidência, demonstra a falta de treinamento e de orientação desses funcionários. Entendo que restou demonstrado o efetivo prejuízo moral em razão dos intoleráveis ataques verbais homofóbicos perpetrados pelos prepostos da requerida contra o autor, o que, indisputavelmente, gerou transtornos que transbordaram da normalidade.”

A decisão ainda cabe recurso.

VEJA TAMBÉM:  Acusado de corrupção, coordenador de políticas LGBT da Prefeitura de SP indicado por Bruno Covas é afastado

 

 

Avatar
22 anos, geminiano, mineiro, jornalista formado pela UEMG. Apaixonado por música e artes de modo geral. Ex-bailarino na teoria mas danço nas festinhas bastante. Sonho em ser amigo da Rihanna e da família da Beyoncé. Provável futuro ex-bbb e quem sabe vencedor da Fazenda.