O apresentador da Band do Rio Grande do Sul, Milton Cardoso, proferiu comentários criminosos durante uma live onde afirmou que “dois homens ou duas mulheres não teriam condições de criar uma criança”.

“Quem procria?”, diz Milton Cardoso em seu “melhor” argumento na defesa de que apenas heterossexuais configuram família e contra famílias LGBTs, logo antes de delirar dizendo – conforme sua homofobia – que a ciência diz que gays e lésbicas não podem formar uma criança.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Curiosamente, a fala do apresentador da Band não encontra qualquer respaldo senão em achismo e preconceito, indo contra o que determina a OMS, a Sociedade Americana de Psiquiatria, o Conselho Federal de Psicologia do Brasil e todos os órgãos de ciência e saúde não apenas norte-americanos e brasileiros, mas também os europeus.

Quer você queira, quer não, Milton, gays e lésbicas tem todas as condições e requisitos necessários, se desejarem, de formar família e criar filhos. Sabe quem não tem a menor condição de criar um filho? Você, com essa cabeça que data do século passado. Pobre da criança cuja criação depende de um ser tão arcaico e asqueroso.

Mais adiante, Milton Cardoso ainda tentou se livrar do rótulo de homofóbico dizendo que pode sim falar sobre o assunto porque “é pai de um homossexual”. Pois coitado do filho dele em ter um pai assim, né? E não, isso não faz dele menos ignorante ou menos homofóbico e criminoso em suas declarações ignorantes e discriminatórias.

VEJA TAMBÉM:  Homofobia! Rapaz é violentamente espancado por 6 homens em São Bernardo do Campo
Milton Cardoso apresenta o Band Cidade, da TV Band do Rio Grande do Sul (Foto: Reprodução / Youtube)
Milton Cardoso apresenta o Band Cidade, da TV Band do Rio Grande do Sul (Foto: Reprodução / Youtube)

O professor, jornalista, militante LGBT e ex-deputado federal Jean Wyllys comentou com justa indignação a fala lamentável e criminosa de Milton Cardoso em seu Twitter.

“Cardoso acha a homosexualidade um um problema, ao ponto de gays e lésbicas não poderem formar famílias nem criar filhos em sua opinião, mas eu digo que o único problema do filho de a Cardoso foi ter sido criado por alguém como ele, ignorante e homofóbico”, postou Jean.

O ex-deputado federal e atual professor-pesquisador no Afro-Latin American Research Institute do Hutchins Center de Harvard continuou: “Milton Cardoso se esquece providencialmente ou é IGNORANTE MESMO de todos fatos científicos, tecnológicos e políticos que vêm transformando o conceito de família ao longo do tempo e no espaço, desde a lei do divórcio, ao Viagra que ele toma, passando pela reprodução in vitro.”

VEJA TAMBÉM:  Ministro Gilmar Mendes fala sobre situação de LGBTs em presídios: “dramático”

E fica aqui o questionamento à TV Bandeirantes e todo grupo Band de comunicação: Será que as declarações de seu contratado refletem o pensamento da emissora que o coloca à frente da câmera lhe representando diariamente? Não haverá um posicionamento da emissora? Uma retratação? Vão passar batido? Vão continuar passando o pano e pagando o salário de um idoso retrógrado que comete crime homofobia ao vivo em um país com alto índice de violência contra a população LGBT?

Como lembrou Jean no Twitter comentando o caso: “É inaceitável que esse sujeito fique impune depois de propagar mentiras e opiniões que põem em risco a saúde física e mental de famílias.”

Se tiver estômago e quiser, assista abaixo ao vídeo em que Milton Cardoso faz as afirmações criminosas e LGBTfóbicas:

View this post on Instagram

Impactante participar do Live News da Band e ouvir o Milton Cardoso dizer que casais homoafetivos não têm condições de formar Familia! Igual a ele, infelizmente, muitos ainda pensam desta forma. Estão alheios à legislação e às inúmeras lindas histórias das adoções homoafetivas, como a da Laurinha e do Guilherme, que postei neste mês, ou a do Lucas, filho do querido Peterson, que criou a ELO, Grupo de Apoio à Adoção. Então, vamos, novamente, esclarecer a quem quiser aprender: para adotar, a pessoa deve ter mais de 18 anos; ter condições materiais suficientes para atender o filho; pode ser solteira, casada ou estar em união estável; não importa a orientação sexual, mas o PROPÓSITO DE FORMAR FAMÍLIA, com muito AMOR! Queremos muitas novas Famílias, de todos os formatos, para as quase 5 (cinco) mil crianças e adolescentes institucionalizados no nosso Brasil!

A post shared by Cinara Vianna Dutra Braga (@cinara_braga) on

Vale lembrar que, sendo homofobia um crime contra uma coletividade no Brasil (como racismo, preconceito por etnia, gênero, idade…), por todas as falas de Milton Cardoso, baseadas em puro achismo e preconceito, qualquer LGBT pode processá-lo, como fez Viviany Beleboni com o apresentador Sikêra Jr. da Rede TV!, pra citar apenas um exemplo recente. Já está demorando inclusive, né? Fica a dica.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).