Um estudante da Universidade da Califórnia, em Los Angeles , foi banido do time de atletismo por postar um vídeo com falas homofóbicas e racistas nas redes sociais. O clamor público sobre a postagem levou a UCLA a tomar a decisão. As informações são do Queerty.

Chris Weiland, um veterano da UCLA, juntou-se à equipe de atletismo da universidade depois de se transferir para a escola em 2019. Então, no ano passado, surgiu um vídeo de Weiland sentado em um carro escuro envolvido em uma discussão acalorada por telefone, falando sobre uma namorada que havia traído ele.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Atleta é banido do time após vídeo homofóbico e racista
Atleta é banido banido do time após vídeo homofóbico e racista (Foto: Reprodução / Instagram)

“É porque ela quer ficar com esse filho da puta que não tem futuro”, ele teria dito no vídeo. “Ela vai ficar com um cara estúpido que vai estar na faculdade comunitária a vida toda.”

O técnico do atletismo, Avery Anderson, disse que soube do vídeo pela primeira vez no ano passado e suspendeu Weiland por causa dos comentários. Vários meses depois, em janeiro de 2020, ele reintegrou Weiland à equipe.

“Mesmo no meu desgosto, como treinador, minhas intenções são sempre liderar e educar e fazer acontecer a mudança que eu quero ver neste mundo”, disse Anderson em um comunicado . “Posso falar sobre como mudar o mundo ou posso trabalhar para isso. E é isso que tenho feito nos últimos meses com esse indivíduo. ”

Então, o vídeo reapareceu nas redes sociais. Na semana passada, ele apareceu em uma conta do Instagram (já excluída) chamada “ucla_is_racist”. O pôster anônimo também incluiu várias mensagens de texto enviadas por Weiland usando falas racistas.

A reação veio rapidamente, com a Associação de Atletas-Alunos Negros da UCLA divulgando um comunicado declarando ser “profundamente perturbador saber que a UCLA sabia sobre um incidente de racismo flagrante, homofobia e sexismo e fez ações mínimas a respeito. Nós da BSAA nos recusamos a aceitar as ações desse atleta, bem como a falta de ação para resolver o problema por parte dos técnicos, equipe e administração. ”

O clamor público na UCLA fez com que Weiland fosse banido permanentemente da equipe.

“Chris Weiland foi banido como membro das equipes de cross country e atletismo”, disse Anderson no Twitter . Ele acrescentou: “Ficou claro que seu envolvimento contínuo com a equipe é incompatível com a cultura de apoio mútuo e respeito que estamos promovendo”.

“Agora percebo que a decisão de readmiti-lo não foi acertada e que a ação de hoje é a melhor para o bem-estar de nossa equipe”, finalizou.