O estudante de jornalismo Allan Michael Montalvão teve sua apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) invadida por um grupo homofóbico. Durante a apresentação, que acontecia virtualmente, os invasores exibiram vídeos de pessoas sendo espancadas e bandeiras LGBTQIA+ pegando fogo.

“Com cinco minutos de apresentação, sofri esse ataque. Na hora, não entendi, porque estava olhando meu slide, compartilhando a tela”, declarou o rapaz.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A pesquisa realizada pelo estudante discute gênero, sexualidade e mercado de trabalho. O aluno credita o ataque homofóbico ao tema escolhido para o trabalho: “Do nada, começou uma voz alterada, meio robótica, falando que era para encerrar a chamada, que não teria TCC de gay.”

Apresentação de TCC sofre ataque homofóbico (Foto: SECOM/UnB)

A Universidade de Brasília (UnB) declarou em nota que o ataque homofóbico visa “intimidar a produção científica” e  “afastar pessoas LGBTQIA+ do conhecimento, da construção coletiva da esfera pública e da sua afirmação enquanto sujeitos”. A universidade formalizou a denúncia e declarou que a Polícia Federal seguirá com as investigações.

Confira a nota na íntegra.