Em mais um show de LGBTfobia (que vale lembrar, é crime no Brasil), preconceito e ignorância, a cantora gospel Ana Paula Valadão fez afirmações absurdas fomentando desinformação sobre saúde, além do já esperado – vindo dela – preconceito com a população LGBT, que mais uma vez ela fez questão de colocar pra fora.

Sem qualquer respaldo ou conhecimento científico no assunto, de maneira preconceituosa e criminosa, Ana Paula Valadão afirmou que “sexo entre homem e mulher não transmite doença nenhuma” e que “o que causa a AIDS é o sexo gay”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Um detalhe agora, sem achismo, sem fundamentalismo religioso, sem ignorância e sem preconceito. Apenas com ciência: 58% das pessoas que vivem com HIV atualmente são heterossexuais. E então, Ana Paula Valadão?

VEJA TAMBÉM:  Big Brother Portugal pune participante por homofobia; público decidirá se ele sai ou não da casa

E se considerarmos a população lésbica dentre a comunidade LGBT, o índice de ISTs é infinitamente menor do que entre casais heterossexuais. Casais heterossexuais, principalmente nos recortes de 15 a 25 anos e acima de 60, tem índices recordes de doenças como herpes, clamídia, dentre outras ISTs. Isso tudo pela falta de informação sobre sexo nas escolas e também ignorância de gerações antigas quanto a viver uma sexualidade responsável, segura e saudável. E então, Ana Paula Valadão?

Ana Paula Valadão: sempre gerando ignorância e ódio contra população LGBT. (Foto: Reprodução)
Ana Paula Valadão: sempre gerando ignorância e ódio contra população LGBT. (Foto: Reprodução)

“UM SHOW DE HOMOFOBIA! Primeiro o @andrevadao diz que ‘igreja não é lugar para LGBTQI+’ e agora a Ana Paula diz coisas ABSURDAS como ‘sexo entre dois homens CAUSA a AIDS’. Um show de preconceito e desinformação! Isso é INADMISSÍVEL”, disse o internauta Lucão (@badlucao), que anexou o vídeo ao post que já teve mais de 200 mil visualizações.

VEJA TAMBÉM:  Em viagem, Luísa Sonza denuncia caso de homofobia contra amigo; assista!

Assista abaixo ao momento lamentável e criminoso de Ana Paula Valadão:

Na Internet, o vídeo já foi parar nas redes sociais e é alvo de críticas. Mas o que tinha mesmo que acontecer, é alguma entidade, político ou ONG LGBT processar Ana Paula Valadão pelos dois crimes cometidos explicitamente: primeiro contra a saúde pública. E segundo, o crime de ódio contra a população LGBT.

“Ela não tem risco de responder isso judicialmente não? isso é muito grave”, questionou @renanbout no Twitter. Já o perfil @Rickison afirmou: “Gente que absurdo é esse?! A mulher parou no século passado e seu discurso só contribui com o estigma do HIV.”

VEJA TAMBÉM:  Contra homofobia, jogo do Bahia traz bandeiras arco-íris ao campo do Arena Fonte Nova
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).