A cantora Lana Del Rey se defendeu das acusações de que teria desculpado Donald Trump por incitar a invasão do Capitólio, nos Estados Unidos. A declaração polêmica foi dita durante uma entrevista ao Washington DC.

” A loucura de Trump, por pior que fosse, realmente precisava acontecer. Realmente precisávamos de um reflexo maior do problema do nosso mundo, que não é uma mudança climática, mas a sociopatia e o narcisismo”, acrescentou Lana.

A cantora chegou a dizer que Trump não estava bem da cabeça, e que seus seguidores invadiram por precisar “liberar a raica em alguém”.

Depois que seus comentários estamparam as principais manchetes do país, Lana Del Rey recorreu ao Twitter para reclamar que seus “comentários bem-intencionados e, acredite ou não, liberais” haviam sido retirados do contexto.

Sua opinião, ela explicou, é que “quando alguém é tão profundamente deficiente em empatia, pode não saber que é o bandido, e essa pode ser uma opinião controversa, mas não disse que eu não acho que ele pretendia incitar um motim”.