O vídeo de uma jovem lésbica “descendo a madeira” em uma igreja Fortaleza deixou muita gente feliz e realizada. Rebeka Isidoro postou a gravação em seu Facebook e a gente precisa mostrar isso para mais pessoas.

“Me prestei a ir numa igreja defender o constrangimento a q foi exposto minha mãe pq ser da igreja e ter filhos homossexuais”, escreveu ela na legenda da publicação.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na ocasião, Rebeka entra na igreja, no meio do culto, e começa a dizer várias verdades para os fiéis e para o líder religioso que ali estavam presentes.

“Eu sou filha da Rosane Alves Ferreira. Aquela que o pastor Silas, que não tá aqui, fez o favor de humilhar e expor ela pra todo mundo, porque ela tem um filho gay”, começa a jovem.

“Vocês, que escutaram a humilhação que a minha mãe passou e ficaram calados, são um bando de hipócritas e crentes safados. A igreja é pra pregar o amor, ela não é pra pregar o ódio. Deus é amor, Deus não é julgamento”, continua Isidoro.

VEJA TAMBÉM:  Jogadora se recusa a entrar em campo com uniforme que apoia LGBTs

Assista ao vídeo:

Me prestei a ir numa igreja defender o constrangimento a q foi exposto minha mãe pq ser da igreja e ter filhos homossexuais Até quando vamos permitir ser julgado pelo o outro,como pode uma pessoa que prega o amor de DEUS querer julgar e condenar uma pessoa,vivi meus 30 anos ouvindo a palavra do Senhor pela minha mãe tive uma criação excelente e minha mãe não tem culpa das minhas escolhas,filhos são criados para seguir sua própria vida com um tempo,pois bem..venho aqui dizer o que eu aprendi,que a gente tem que amar o próximo e só,o julgamento só cabe a Deus fazer.. Tenho nojo de crentes hipocritas que se acham o juiz e que pregam somente a falsidade Hj sinto vergonha de certos evangélicos, Homossexualismo não é doença, doença é o preconceito.. Vomusca Realizada

Publicado por Rebeka Isidoro em Domingo, 11 de agosto de 2019

As pessoas que estavam no local não aparecem no vídeo, tampouco rebatem as palavras de Rebeka.

VEJA TAMBÉM:  Por recusar levar passageira trans, motorista da Uber é banido da plataforma

Com a repercussão das imagens, a jovem ganhou alguns admiradores que apoiaram a atitude de defender a sua mãe a comunidade a qual pertence. “Parabéns pela atitude. Ouviram o que muitos precisam ouvir”, disse uma internauta.