Os jogadores do time do Vasco entraram em campo, no último domingo (1), com uma faixa contra a homofobia.

“Homofobia é crime. Respeito e Igualdade são a nossa história”, eram os dizeres do grande cartaz, pintado com as cores do arco-íris em suas laterais.

Foto: Reprodução/Twitter

Após gritos homofóbicos vindos da torcida do Vasco, o clube tem se manifestado repudiando o preconceito.

No último jogo do time, que aconteceu no dia 25 de agosto, o juiz Anderson Daronco interrompeu a partida depois de escutar um couro que gritava “time de viado!”.

Os jogadores só voltaram ao campo após o técnico Vanderlei Luxemburgo, com o apoio da locução do estádio, pedir para que a torcida parasse com as ofensas.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

No dia seguinte, o clube divulgou uma nota repudiando a atitude dos torcedores. “O Club de Regatas Vasco da Gama lamenta e repudia qualquer canto ou manifestação de caráter homofóbico por parte de alguns de seus torcedores”, disse.