Quando a gente acha que JK Rowling não podia ser pior em seus devaneios e transfobias, foi revelado agora que seu mais novo livro terá como protagonista, um detetive particular, Cormoran Strike. E adivinhe só: na obra, ele investiga um serial killer que se veste de mulher para matar suas vítimas femininas.

Segundo o portal Pink News, a primeira resenha de Troubled Blood resume o livro afirmando que a moral parece ser: “nunca confie em um homem em um vestido”.

Já de acordo com o tabloide britânico The Telegraph, o romance de 900 páginas de JK Rowling é uma investigação sobre um caso arquivado: o desaparecimento de uma mulher em 1974, supostamente vítima de um serial killer cujo hábito era se vestir de mulher.

“É de se perguntar o que os ativistas LGBTs críticos de Rowling dirão sobre o livro”, escreveu o revisor Jake Kerridge. Como era de se esperar vindo de JK Rowling, Troubled Blood já virou alvo de críticas e indignações nas redes sociais, principalmente por transativistas.

VEJA TAMBÉM:  Polícia de Itabuna-BA humilha e algema homem gay agredido vítima de homofobia

Troubled Blood é a quinta edição da série Cormoran Strike, de Rowling, escrita sob o pseudônimo de Robert Galbraith. O segundo da série, The Silkworm, foi criticado anteriormente por sua representação de uma personagem trans tida como uma pessoa “instável e agressiva”.

No livro, a mulher, Pippa, espreita Strike antes de tentar esfaqueá-lo. Após o ataque, o detetive titular consegue prender Pippa em seu escritório, onde sua identidade trans e o nome morto são revelados.

Nesta altura da obra, a autora JK Rowling descreve o pomo de adão e as grandes mãos do personagem, com o personagem Strike avisando-a de que a prisão “não será divertida para você…”.

A jornalista trans Katelyn Burns reviu a obra e afirmou sobre: “É um verdadeiro insulto a mulheres trans, de que seriam agressivas e incapazes de superar sua natureza masculina agressiva, sem falar que são colocadas como vilãs. E isso tudo vindo de uma autora cis que tem zero ou pouquíssimo conhecimento sobre vivências trans”.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).