JK Rowling quebrou o silêncio no Twitter após o lançamento de seu novo livro, que foi muito criticado e acusado de transfobia pela presença de um vilão que se veste de mulher para assassinar suas vítimas.

Curiosamente, apesar de evitar falar sobre o novo livro, ela, sem ninguém pedir, mostrou uma nova camiseta comprada. Até aí, nada demais não fosse por um detalhe: a camiseta é de uma loja famosa por vender produtos anti-trans. Seria apenas mais um modo de deixar claro suas posições transfóbicas ou coincidência?

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Às vezes, uma camiseta fala com você”, escreveu Rowling aos seus seguidores, postando junto um link para a loja on-line Wild Womyn Workshop, cujo slogan é “A loja favorita das Radfem”, fazendo um verdadeiro publipost gratuito para milhões de pessoas.

Embora a camiseta que JK Rowling divulgou não mostre transfobia, a Wild Womyn Workshop é famosa justamente por vender um monte de camisetas, imãs, bottons, adesivos e outros produtos com mensagens consideradas transfóbicas, como: “Não me chame de ‘cis’”, “Transativismo é misoginia”, “Lésbicas não tem pênis” e “A transideologia apaga as mulheres”, dentre muitas outras.

VEJA TAMBÉM:  Folha de SP é acusada de homofobia pela maneira como anunciou novo secretário de Bolsonaro
Alguns produtos da nova loja favorita de JK Rowling (Foto: Wild Womyn Workshop)
Alguns produtos da nova loja favorita de JK Rowling (Foto: Wild Womyn Workshop)

Definitivamente, não dá pra dizer que surpreenda, né? Só mais uma transfobia da já imensa lista de JK Rowling. De qualquer forma, é impressionante como a autora de Harry Potter parece obcecada e não desiste da pauta anti-trans. Mesmo que ninguém a pergunte, tudo é motivo pra lembrar de vociferar gratuitamente uma nova transfobia.

Aproveitando a deixa, em um vídeo feito pelo Põe Na Roda, fãs de Harry Potter que são trans responderam a autora e explicaram ponto a ponto porque suas visões são completamente ignorantes e deturpadas em relação a população trans. Assista abaixo:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).