O atual presidente da Embratur (também conhecida como Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo), Gilson Machado Neto, participou de uma conferência virtual com a ministra Damares Alves e o também bolsonarista Osvaldo Neto.

Durante um momento da reunião, que tinha o título de “Direito à Vida e Dignidade”, Machado começou a atacar a comunidade LGBT+: “Nada contra quem usa orifício rugoso”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O caso começou quando o titular da Embratur começou a falar da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, que ocorreu no Recife e era protagonizada pela atriz Renata Carvalho, que representava Jesus pertencente a comunidade trans.

“Querer impor sua sexualidade perante a grande maioria de cristãos brasileiros é abominável. E outra coisa. Eu não tenho nada contra quem usa seu orifício rugoso infra-lombar para fazer sexo. Mas querer impor a sexualidade a uma grande maioria de cristãos e querer desvirtuar a forma que Jesus Cristo veio à Terra”, afirmou Machado.

O presidente então continuou o ataque: “Está escrito na Bíblia: Jesus Cristo nasceu, cresceu, foi crucificado e ressuscitou em forma de homem. Maria, sim, essa foi uma grande mulher, que acompanhou todo seu sofrimento”.

VEJA TAMBÉM:  Funcionária lésbica apela à Justiça pra poder usar o banheiro feminino no trabalho

Assista a live aqui. Os comentários LGBTfóbicos ocorreram a partir do minuto 24.

A ministra Damares, responsável pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, responsável por políticas públicas voltadas ao combate da discriminação contra minorias, não comentou nada.