O ex-ator pornô gay, homofóbico (sim!) e lutador profissional, Lars Sullivan, voltou a ser notícia por uma péssima atitude mais uma vez.

Desta vez, o atleta do WWE, que tem um longo e polêmico histórico de comentários racistas e homofóbicos, está sendo acusado de assediar sexualmente sua personal trainer no Instagram.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Annika Naidoo-Fuge é uma instrutora de ioga com quem Sullivan trabalhou no último ano. Esta semana, ela expôs na Internet prints de DMs não solicitadas onde Lars teria chamando-a de linda, elogiado suas pernas, falado de seu top esportivo e pedido para ver fotos de sua bunda.

Annika Naidoo-Fuge, ex-personal trainer do lutador homofóbico Lars Sullivan (Foto: Reprodução / Instagram)
Annika Naidoo-Fuge, ex-personal trainer do lutador homofóbico Lars Sullivan (Foto: Reprodução / Instagram)

“Espero que você esteja tendo um ótimo dia até agora, linda”, diz uma das mensagens. “Estou totalmente apaixonada pelo seu perfil hoje, querida”, diz outra. Em uma terceira, a estrela do WWE vai além: “As suas fotos de top esportivo”, diz uma terceira mensagem. “Uau! Incrivelmente lindas. Eu amo suas pernas. Você tem alguma foto mais ousada dessas, querida?”, pergunta ele adicionando um emoji safado.

VEJA TAMBÉM:  Gustavo Rocha conta como foi assediado sexualmente por homem na padaria

Nos prints (imagem abaixo) pode-se ver também Annika respondendo dizendo ao homofóbico que ela não pode mais trabalhar com ele deste modo e que reembolsará seu dinheiro.

Print de conversa entre Lars e Nikkita (Foto: Reprodução / Bodyslam.net)
Print de conversa entre Lars e Nikkita (Foto: Reprodução / Bodyslam.net)

“Eu te disse antes de bloquear as pessoas que me enviam mensagens como esta”, escreve ela pra ele. “Então você meio que recebeu um aviso. Não tenho tempo para trabalhar com clientes que não respeitam limites e sou uma mulher feliz no meu casamento.”

Falando ao Bodyslam sobre as mensagens, Naidoo-Fuge disse que tinha sido “amigável” com o lutador de WWE por cerca de um ano, mas que “os comentários inadequados só começaram recentemente”.

“Só acho um pouco triste que os homens sintam que podem enviar mensagens como essa”, disse ela. “É um insulto.”

Insultante, de fato. Embora se encaixe com outros comportamentos inadequados de Sullivan como a homofobia e o racismo.

VEJA TAMBÉM:  Motorista de aplicativo se revolta com cliente que propôs sexo oral
Lutador Lars Sullivan: homofóbico com passado no pornô gay. (Foto: Reprodução / Instagram)
Lutador Lars Sullivan: homofóbico com passado no pornô gay. (Foto: Reprodução / Instagram)

No ano passado, Lars Sullivan foi exposto na Internet por postar dezenas de comentários racistas, sexistas e homofóbicos em um quadro de mensagens online no BodyBuilding.com durante um período de sete anos.

Logo depois que as postagens preconceituosas ressurgiram, também apareceu um antigo clipe de Sullivan aparecendo como “Mitch Bennett” em um filme adulto gay do magnata da pornografia Randy Blue. Os espectadores rapidamente identificaram Sullivan pela tatuagem em seu braço e até hoje ele não comentou o assunto.

Mas é possível ter uma amostra do seu passado no pornô gay (logo abaixo), quando Sullivan usava o nome artístico Mitch Bennett e era contratado da produtora Randy Blue. O homofóbico, é claro, se nega comentar o antigo trabalho até hoje.

Sullivan não respondeu às últimas alegações de Nikkita Naidoo-Fuge, mas fontes do WWE afirmam que os funcionários dentro da organização estão “cientes” da situação e que o apoio a ele vem diminuindo.

VEJA TAMBÉM:  Homem acusa motorista de Uber de ter oferecido sexo em troca de corrida
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).