O escritor Luan de Souza, de 22 anos, e seu companheiro foram abordados por um homem e uma mulher com ofensas homofóbicas e agressão na fila de espera de um restaurante na cidade de Gravataí – RS, na noite do último sábado (29).

De acordo com Luan, eles aguardavam na fila quando o casal homofóbico, acompanhado de dois filhos, chegou ao estabelecimento já querendo chamar atenção, e em seguida, partiu para insultos e agressão.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Ataque homofóbico a Casal em fila de restaurante
O casal de homofóbicos chegou ao estabelecimento já querendo chamar atenção, e em seguida, partiu para insultos e agressão

“Nós estávamos na fila, mas ficamos mais no canto do restaurante, esperando para poder entrar. Eu estava abraçado com meu namorado quando ele começou a gesticular, a falar em voz baixa. Pensei que estava falando com os filhos dele, mas logo aumentou a voz, fazendo sinais com a voz. Logo depois ele começou a gritar, nos ofender e disse que não era para normalizar algo que é uma aberração”, afirmou Luan a um portal de notícias local sobre a agressão.

VEJA TAMBÉM:  26.000 homofóbicos assinam petição contra comercial de páscoa

Em suas redes sociais, o rapaz divulgou um vídeo que mostra a atitude homofóbica do homem e a mulher pedindo respeito ao casal, e diz ainda que além da agressão física teve seu aparelho de telefone celular quebrado.

Ainda para o portal de Gravataí, Luan informou que os agressores, ao serem informados de que a polícia havia sido chamada, entram no carro e vão embora do local. Um boletim de ocorrência foi registrado denunciando o crime de homofobia.

No Twitter, a reprodução do vídeo divulgado por Luan atingiu mais de 541 mil visualizações até a finalização desta matéria