A prefeitura de Bonito, cidade do Mato Grosso do Sul, anunciou a nomeação do guia de turismo Heberson Ramires Valêncio, de 42 anos, para o cargo de diretor do Departamento de Promoção do Esporte, Símbolo DAS – 4, na Secretaria Municipal de Esporte da cidade de Bonito (MS). As informações são do Observatório G.

Heberson estava preso por um ato de homofobia, porte ilegal de armas, injúria e calúnia. Dentre as declarações que levaram o novo nomeado a prisão está a seguinte mensagem: “Oh Irmão, é o seguinte, tô sabendo que tudo quanto é viado vai pegar esse tal coronavírus. É bom que essas pragas morram tudo queimado,  antes do fogo do inferno que vai vir para a terra. Essas peste… essas pragas ruim!”

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Preso por homofobia assume cargo em prefeitura de Bonito
Preso preso por homofobia assume cargo em prefeitura de Bonito (Foto: Reprodução / Secretaria de Segurança Pública)

O novo funcionário da prefeitura, que possui um extensa ficha criminal, é responsável pela página “Papagaio do povo”, no Facebook. Por lá, ele ficou conhecido por criar e propagar fake news. Heberson se declara “influenciador para o bem do Brasil”. O ex-presidiário é apoiador ferrenho do presidente Jaír Bolsonaro (sem partido).

VEJA TAMBÉM:  Alvo de homofobia, time de futebol apaga post sobre dia do orgulho

O prefeito Josmail Rodrigues (PSB) foi o responsável pela nomeação de Heberson ao cargo. O movimento Mescla-MS (Movimento de Estudo de Sexualidade, Cultura, Liberdade e Ativismo de Mato Grosso do Sul) realizou uma denúncia contra a decisão do prefeito e divulgou uma nota de repúdio em suas redes sociais.