A Suíça aprovou recentemente uma nova lei que impõe pena de prisão a quem for transfóbico ou homofóbico, equiparando a discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero ao crime de racismo no país.

A partir de agora, quem for considerado culpado por discriminar qualquer cidadão em função de sua orientação sexual ou identidade de gênero no país, pode pegar até três anos em regime fechado.

O placar da votação da Câmara do país ficou 118 a 60 votos pela mudança no código penal.

“Vitória!”, disse Mathuas Reynard, um ativista local e deputado que luta há 10 anos pela aprovação. “Por 118 a 60 e 5 abstençnoes, o Conselho Nacional aceitou meu pedido contra homofobia e transfobia. Um grande sucesso pelos Direitos Humanos!”, disse ele em seu Twitter.

Vale lembrar que, ainda que a Suíça esteja avançada em relação a criminalizar a discriminação contra homossexuais e transexuais, no país até hoje não existe casamento homoafetivo.

Por enquanto, há apenas uma lei de união civil mas sem o entendimento de equiparação ao casamento heterossexual.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).