Emmit Davis, um homem transgênero americano, foi agredido nos degraus de sua própria casa em frente seu namorado. A justificativa dos agressores? O rapaz, afeminado, “parecia muito gay”.

De acordo com o KRDO.com, que noticiou o caso originalmente, Davis e seu namorado com quem se relaciona há seis meses, estavam sentados na escada da frente da casa quando três homens passaram, e ao notar o casal, começaram a proferir insultos homofóbicos e agredí-los.

Durante o ataque, do qual principalmente Davis foi alvo, eles o insultavam por ser gay e afeminado. Os agressores deixaram ele com o nariz quebrado e um olho roxo e inchado. A reportagem não especificou se seu namorado também foi agredido.

A polícia procura agora pelos agressores que, sendo localizados, responderão judicialmente por crime de ódio. Vale lembrar que, desde 2016 – quando Donald Trump foi alçado à presidência do país – foi registrado aumento no número de crimes deste tipo nos Estados Unidos.

Emmitt Davis, Colorado Springs, transgender
Davis e o namorado.

Uma campanha online conseguiu arrecadar U$ 1.215 dólares para custear as despesas médicas do garoto. Em um post público no Facebook, Davis escreveu:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Para minha comunidade e para qualquer pessoa que esteja lendo… .. Nossa postura, nossa luta acabou de começar. Mas eu realmente preciso que vocês se lembrem, nós estamos lutando tão fortemente para sermos vistos como humanos, por favor, NÃO esqueçam que nossos opressores são humanos também.  Não se esqueça de que não podemos nos devolver esses ataques com  ódio, ou nada vai mudar.

Somos e sempre seremos uma comunidade forte que é mais unida e mais solidária do que qualquer comunidade que eu já testemunhei e é realmente incrível. Assim como uma comunidade, vamos mostrar que não queremos espalhar mais ódio.

Não há nada neste mundo que diga porque eu sou trans ou porque você é gay ou que nós não somos humanos. Então vamos lembrar as pessoas de que a humanidade não foi feita para ser perfeita, foi feita para ser essa  mistura diversa.”

Assista a reportagem da KOAA sobre o crime:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).