Um homem foi deixado em estado grave após ser atacado enquanto saía de um bar gay em Melbourne na Austrália. Brendan, de 36 anos, é médico e estava curtindo a noite no Sircuit Bar na avenida Smith, quando deixou o local pouco antes das 3 da manhã.

Logo ao deixar o estabelecimento, ele foi abordado por três homens que chegaram o chamando de “fucking faggot”, ou “bicha do c*ralho” em tradução livre. Eles o assaltaram e agrediram, o deixando inconsciente.

O ato em janeiro deste ano e só agora, que ele está consciente e bem, foi noticiado. Ele decidiu divulgar as fotos à imprensa e contar tudo à polícia afim de se dar visibilidade a existência de ataques homofóbicos ainda nos dias de hoje.

Na época, ele acabou ficando sem conseguir abrir os olhos por três semanas, tendo fratura no crânio e uma das costelas quebradas. Os três homens fugiram logo após o ataque e Brendan acabou sendo ajudado por outras pessoas que passavam na rua e chamaram uma ambulância antes que fosse tarde demais.

A polícia atualmente investiga o caso e reconhece que sem dúvidas, o crime foi motivado por homofobia. À imprensa, também autoridades também afirmaram que vão investigar o crime até encontrar os agressores, lembrando a população que quem tiver qualquer informação que ajude a investigação pode ajudar através de denúncia anônima.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Veja também:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).