Um homem que carregava uma bolsa no formato de um cachorro cor-de-rosa foi brutalmente atacado em Belgrado, na Sérvia, após seus agressões assumirem erroneamente que ele era gay.

Ilija Vučević (sim, esse é o nome dele), conta que estava segurando a bolsa de sua esposa enquanto ela passeava com o cachorro quando começou a ouvir insultos de dois homens: “pensavam que eu era gay porque eu tinha uma bolsa de cachorrinho no ombro“, explica ele.

Em entrevista a emissora local N1, a vítima relata que as agressões começaram quando ele resolveu chamar a atenção dos homens pelo uso de insultos homofóbicos: “Acho que esse foi meu erro, eu ousei responder, optei por não me calar“.

Após os dois homens partirem pra cima dele e a briga se tornar violenta, a esposa de Ilija, Marija, interveio fazendo com que os agressores fugissem. Imediatamente, o casal acionou a polícia e uma ambulância.

A polícia prendeu os dois criminosos pelo ataque a Ilija Vučević em uma pizzaria no centro de Belgrado na ultima sexta-feira (01), á noite.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em suas redes sociais, Ilija postou fotos de seu rosto após as agressões e relatou o caso:
Hoje à noite fui brutalmente atacado no centro de Belgrado porque dois vagabundos pensaram que uma bolsa de cachorro cor-de-rosa era uma prova de que eu era homossexual. Três dentes perdidos, um ponto e várias contusões são o [resultado] do ataque. Apesar de não ser gay, hoje à noite tenho orgulho de ser um deles”.

A polícia da Sérvia deve registrar o ataque como crime de ódio anti-LGBT, disse a vítima,
Espero que seja caracterizado como um crime de ódio. Apesar de não pertencer à comunidade LGBT, fui atacado por isso“, ressalta ele.

Ilija Vučević terá de passar por procedimentos médicos após o ataque.

(Matéria traduzida e adaptada do site PinkNews)