Um homem gay chamado Christopher McKinney morreu após uma briga com um segurança no bar gay Nowhere, na cidade de Louisville, em Kentucky nos Estados Unidos, na manhã do último domingo.

A polícia de Louisville disse que McKinney estava sendo escoltado por “comportamento indisciplinado” quando ele entrou em uma briga com um segurança que resultou em um nocaute.

Ele foi levado às pressas para o hospital, mas faleceu devido aos ferimentos.

A polícia investigou o incidente, mas nenhuma acusação foi feita até o momento pela morte de McKinney, que havia se casado com seu marido Nicholas Clark em outubro de 2019.

Entretanto, segundo a polícia, não há evidências de que a morte tenha sido um crime de ódio (discriminação por orientação sexual).

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Christopher McKinney (left) with his husband Nicholas Clark
Christopher McKinney (esquerda) com seu marido Nicholas Clark.

Clientes do bar estando preocupados com sua própria segurança após o incidente. Um homem chamado Darien Dickerson-Green, que costumava frequentar o estabelecimento, disse ao canal WAVE3: “Não posso voltar ao bar Nowhere até que as coisas mudem. [Pessoas] estão chateadas. Estamos todos feridos”.

“Muitas pessoas estão falando sobre o comportamento ríspido da segurança com clientes LGBTs neste local”, acrescentou.

O bar disse em um comunicado: “Antes de tudo, nossos mais profundos sentimentos estão com a família e os amigos de Christopher McKinney.

“Devido à investigação policial pendente, não podemos comentar ou fornecer mais detalhes sobre o trágico incidente que ocorreu no domingo de manhã. Mas estamos cooperando totalmente com as autoridades e conduzindo nossa própria investigação interna sobre o que exatamente ocorreu, pois é sempre nossa prioridade número um fornecer um ambiente seguro para todos os nossos clientes”.

Gay bar Nowhere Bar is facing questions over the incident
Clientes estão com medo de voltar a frequentar o Nowhere Bar.

No entanto, pessoas de toda a comunidade inundaram sua página do Facebook com mensagens sobre o incidente. Um escreveu: “A segurança neste local sempre foi agressiva demais. Era apenas uma questão de tempo antes que eles matassem alguém”.

“Espero que Nowhere e todas as partes envolvidas sejam responsabilizadas, porque isso é inescrupuloso. Espero que eles não façam mais um centavo neste lugar”, disse um outro.

A polícia de Louisville disse que o caso foi entregue à Procuradoria da Commonwealth e avisou: “Por meio de várias entrevistas conduzidas, em nenhum momento surgiram informações que nos levassem a acreditar que esse incidente deveria ser classificado como crime de ódio”.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).