Marcos Júnior, um homem gay que vive em Campo Grande (RJ), foi mais uma vítima da homofobia que diariamente ameaça cidadãos LGBTs no Brasil.

Ele entrou na loja do Habibs que fica na rua Fênix da cidade, quando um grupo de homofóbicos começou a ofendê-lo dizendo, dentre outras coisas, que “viado tinha que apanhar”.

Não satisfeito, um dos agressores partiu da violência verbal à violência física, e com chutes e um enforcamento, expulsou, com ajuda dos comparsas, a vítima do estabelecimento, arrastando-a até a porta.

Sem qualquer um que se dispusesse a fazer justiça e defendê-lo por ali, e pior, sem nenhum funcionário ou segurança da loja intervindo como responsável pelo que acontece no local, Marcos Júnior ficou completamente sem defesa.

Na Internet, o vídeo da discriminação LGBTfóbica, o que é crime no Brasil vale lembrar, viralizou e alcançou mais de 600 mil visualizações rapidamente em um post do Twitter.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A maioria dos internautas agiu com indignação e muitos recomendaram à vítima que procure meios de se defender legalmente, afinal, discriminação LGBTfóbica é crime e a responsabilidade pelo que ocorre dentro de um estabelecimento, é do próprio, cabendo indenização inclusive, não só dos agressores, mas também da loja.

“Eu já apanho todos os dias de ter que conviver com pessoas assim… Escroto! Ridículo! Nojo! Fogo nos homofóbicos!”, desabafou o agredido em seu post no Twitter.

Um amigo que acompanhava o rapaz filmou tudo. Assista abaixo:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).