Em um ato tido por muitos como discriminatório, Chris Donohoe, um homem norte-americano gay, foi expulso de uma festa na piscina que tava rolando no hotel Encore Beach Club em Las Vegas. O motivo alegado? O tamanho da sua sunga, que segundo reclamações de alguns frequentadores, “era muito pequena” e “gay demais”.

Indignado, ele contou em seu facebook sobre a experiência: “Fui obrigado a deixar a piscina por usar uma sunga Mr Turk que eles disseram que não estava em conformidade com a marca da festa na piscina. Em outras palavras, fui expulso por ser um homem gay vestindo uma roupa de banho que era um pouco gay demais para o The Beach Club Encore de Las Vegas tolerar.”

Ele ainda gravou um vídeo que estava no post já deletado, tentando explicar aos seguranças sua situação. Era só uma sunga um pouco menor e mais chamativa que as outras, nada demais.

Após a repercussão do caso na mídia, Michael Weaver, o CMO da Wynn Resorts, grupo responsável pelo hotel, divulgou a seguinte declaração sobre o incidente:

“Afim de manter uma experiência de cinco estrelas, o Wynn Las Vegas solicita que os hóspedes sigam determinadas políticas de código de vestuário em todo o resort. No Encore Beach Club, tínhamos uma política, claramente afixada na entrada, que proibia Speedos. Ao receber uma reclamação, analisamos a política e a alteramos. 

A nova política permitirá a Speedos, mas proibirá roupas de banho indecentes e indecentes para homens e mulheres. Incluiremos a nova política de sinalização de entrada, bem como o site do clube, para ajudar os hóspedes a planejar de forma adequada e desfrutar de um ambiente acolhedor. Pedimos desculpas ao hóspede que foi afetado pela nossa política anterior.

Em relação aos hóspedes LGBTQ +, nossa política tem sido clara e consistente há anos: a Wynn agradece e valoriza todos os nossos hóspedes LGBTQ +. As decisões para aplicar as políticas são baseadas unicamente no comportamento do hóspede ou, neste caso, no vestuário. Nós sempre e continuaremos a aplicar políticas de vestuário igualmente a todos os nossos hóspedes, independentemente da orientação sexual.”

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).