Em um ato tido por muitos como discriminatório, Chris Donohoe, um homem norte-americano gay, foi expulso de uma festa na piscina que tava rolando no hotel Encore Beach Club em Las Vegas. O motivo alegado? O tamanho da sua sunga, que segundo reclamações de alguns frequentadores, “era muito pequena” e “gay demais”.

Indignado, ele contou em seu facebook sobre a experiência: “Fui obrigado a deixar a piscina por usar uma sunga Mr Turk que eles disseram que não estava em conformidade com a marca da festa na piscina. Em outras palavras, fui expulso por ser um homem gay vestindo uma roupa de banho que era um pouco gay demais para o The Beach Club Encore de Las Vegas tolerar.”

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Ele ainda gravou um vídeo que estava no post já deletado, tentando explicar aos seguranças sua situação. Era só uma sunga um pouco menor e mais chamativa que as outras, nada demais.

VEJA TAMBÉM:  MP acusa União de censura, racismo e homofobia por veto a propaganda do Banco do Brasil

Após a repercussão do caso na mídia, Michael Weaver, o CMO da Wynn Resorts, grupo responsável pelo hotel, divulgou a seguinte declaração sobre o incidente:

“Afim de manter uma experiência de cinco estrelas, o Wynn Las Vegas solicita que os hóspedes sigam determinadas políticas de código de vestuário em todo o resort. No Encore Beach Club, tínhamos uma política, claramente afixada na entrada, que proibia Speedos. Ao receber uma reclamação, analisamos a política e a alteramos. 

A nova política permitirá a Speedos, mas proibirá roupas de banho indecentes e indecentes para homens e mulheres. Incluiremos a nova política de sinalização de entrada, bem como o site do clube, para ajudar os hóspedes a planejar de forma adequada e desfrutar de um ambiente acolhedor. Pedimos desculpas ao hóspede que foi afetado pela nossa política anterior.

Em relação aos hóspedes LGBTQ +, nossa política tem sido clara e consistente há anos: a Wynn agradece e valoriza todos os nossos hóspedes LGBTQ +. As decisões para aplicar as políticas são baseadas unicamente no comportamento do hóspede ou, neste caso, no vestuário. Nós sempre e continuaremos a aplicar políticas de vestuário igualmente a todos os nossos hóspedes, independentemente da orientação sexual.”

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).