O jovem personal trainer Guilherme usou sua conta no Instagram para fazer uma denúncia grave de homofobia contra o Hirota Food Morumbi. Em seus stories, ele relata um caso absurdo em que um funcionário alega que existe uma lei que proíbe casais andarem juntos no mercado. COMO ASSIM?

Um funcionário do mercado que já distribuiu até uma cartilha dizendo que gays são uma aberração abordou o jovem personal trainer que estava com um amigo e o abraçou apenas, dentro do mercado sob a alegação de que não era permitido o contato e que o mercado poderia ser multado por isso (ainda estamos chocados com tanta mentira).

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

No vídeo, Guilherme conta que o episódio aconteceu no Hirota Food Morumbi e que teve indagar o funcionário sobre essa tal lei que não permite abraços ou contato dentro do estabelecimento: “me mostra um documento, me mostra onde está escrito isso”.

VEJA TAMBÉM:  Toni Kroos explica por que não sabe se aconselharia outro jogador a sair do armário

Desconcertado, o funcionário (que muito provavelmente estava cumprindo ordens da empresa) desconversou e disse apenas que eles deveriam se retirar. Guilherme insiste que não estava fazendo nada de errado e avisou que chamaria a polícia.

O desfecho é o que sempre fazemos, pedimos que boicotem e cancelem quaisquer atividades na rede Hirota Food, que jamais façamos compras nesse mercado e que nunca gastemos nosso dinheiro com uma empresa homofóbica, criminosa, mentirosa e perigosa para nossa comunidade.