Um ex-carcereiro de uma prisão do Condado de Napa, na Califórnia, nos Estados Unidos, alegou que foi praticamente expulso de seu emprego, precisando de ajuda psiquiátrica para superar o trauma que foi o  assédio de seus colegas de trabalho e supervisores.

Dante Michelucci, de 41 anos, trabalhou como agente penitenciário de 2007 a abril de 2018. Apesar de se identificar como heterossexual e ser casado com sua esposa, Michelucci afirma na justiça agora em um processo recém iniciado, que foi alvo de abusos homofóbicos pelos colegas que diziam que ele era gay, conforme informou o portal americano Queerty.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Segundo seu depoimento, o assédio se intensificou. Colegas chegavam zoando perguntando sobre quantos boquetes ele havia feito na noite anterior o insultando.

Ele afirma ter sido ridicularizado em um ambiente de trabalho hostil que prejudicou tanto sua saúde que ele chegou a ser internado com paralisia facial causada por um estresse pós-traumático.

Fachada da prisão no Condado de Napa, onde Dante trabalhava.

“Ele teve um colapso”, diz o advogado de Michelucci, David Poore.

VEJA TAMBÉM:  Discriminação LGBT no trabalho não é razão para causa trabalhista. É crime mesmo! | Direitos LGBT

Desde abril, Michelucci está em licença médica. Ele agora está processando em tribunal federal em San Francisco, onde busca uma indenização não revelada pela situação sofrida no emprego.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).