Em Nova York, um homem está processando a academia Equinox alegando que três homens gays praticaram ato obsceno entre si e o assediaram na sauna a vapor do estabelecimento.

“Eu estava lá relaxado sentado num canto todo meditativo. Fui à sauna simplesmente porque o vapor limpa. Aí, quando olho pra frente, tem um cavalheiro sentado abrindo a toalha e olhando pra mim enquanto o cara ao seu lado começa a fazer o mesmo acariciando a parte interna da coxa do outro.”

Em um relato que mais parece a descrição de um conto erótico, ele continuou: “Aí ele começou a me olhar diretamente e se masturbar.” Depois disso, segundo o relato da vítima, chegou um terceiro se juntando aos outros dois: “Pensei: não tenho escapatória, vou ser abusado aqui!”, disse o hétero indefeso.

Depois do acontecido, ele contou ao recepcionista da sauna o incidente, mas segundo ele, nada foi feito: “A Equinox já sabia desse tipo de ato por aqui, acontece há pelo menos 10 anos nas saunas a vapor e todo mundo sabe”. Inconformado, ele busca agora uma indenização na justiça contra a academia, que segundo ele, “permite que isto aconteça”.

Procurado pelo New York Post, o gerente da Equinox disse apenas reconhecer que este é um problema relativamente comum em muitas academias de Nova York, sem dar maiores detalhes se pretende ou não tomar alguma providência em relação ao hábito.


Veja também:

[embedyt]https://www.youtube.com/watch?v=AUSuoRJO4O0[/embedyt]

 

[embedyt]https://www.youtube.com/watch?v=N6RGukrFzks&index=1&list=PLZjfPSEhA74IF75a3vsgOWo0qijVEfwR7[/embedyt]

 

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).