Durante seu discurso no MTV Video Music Awards, Taylor Swift mandou um recado para a Casa Branca ao apoiar um projeto de lei que estenderia as proteções existentes na Lei de Direitos Civis a pessoas LGBT. Protegendo assim pessoas de serem discriminadas por sua orientação sexual e identidade de gênero.

Após o discurso de Taylor virar notícia nos principais veículos dos Estados Unidos (e do mundo), a administração do governo Trump resolveu vir a público e reafirmou sua posição sobre o projeto de lei, ou melhor, sua oposição ao projeto de lei.

Em entrevista ao canal de notícias, CNN, o vice-secretário de imprensa da Casa Branca disse:

A administração de Trump se opõe completamente à discriminação de qualquer tipo e apoia o tratamento igualitário; no entanto, o projeto de lei aprovado pela Câmara, da forma que está escrito, ameaça minar os direitos parentais e direitos humanos“.

Um porta-voz da Casa Branca também confirmou que o governo Trump não apoia o projeto.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A petição, batizada de “Equality Act” (Lei de Igualdade), já passou de 500 mil assinaturas, impulsionadas por ativistas LGBTs famosos e também divulgado pela própria Taylor Swift no clipe de “You Need To Calm Down“.

A Lei de Igualdade passou pela Câmara dos Deputados apoiada pelos democratas em maio por 236 a 173 votos, mas a liderança republicana do Senado se recusou a submeter o projeto à votação.