O Ministério da Defesa do Reino Unido pediu desculpas por uma política arcaica que proibia os gays de servirem nas forças armadas. O pedido vem somente 20 anos após a medida homofóbica ter sido cancelada.

O deputado conservador britânico Johnny Mercer, que também é veterano, pediu desculpas pela política anti-gay em um discurso no Parlamento nesta última semana.

“Era inaceitável na época e agora é inaceitável”, disse Mercer sobre a política, que finalmente foi consignada à história em 2000.

“Como ministro da Defesa, pessoas e veteranos, eu queria pedir desculpas pessoalmente hoje por essas experiências”, disse ele, informou a Sky News.

“Se eu for honesto, é difícil conceber – como um veterano mais contemporâneo de nossas forças armadas – o ambiente que muitos de vocês experimentaram quando estavam servindo, onde ser membro da comunidade LGBT o levaria à detenção, seguido de uma dispensa desonrosa das forças armadas”, lembrou o deputado.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A proibição foi cancelada pelo governo britânico em janeiro de 2000, depois que várias pessoas LGBT + entraram com um processo legal contra a proibição com a ajuda da instituição de caridade Stonewall.

Vários soldados LGBT + demitidos estão buscando indenizações por suas demissões injustas até hoje.

Segundo a política, quando um membro gay das forças armadas teve sua sexualidade descoberta, eles eram dispensados​​. Em alguns casos, eles também tinham suas medalhas confiscadas.

Em contraste, hoje o Exército Britânico visa especificamente recrutar soldados LGBT +. Em dezembro, o The Independent informou que 150 pessoas pediram uma indenização devido a sua demissão das forças armadas com base em sua orientação sexual.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).