O jornalista Glenn Greenwald, responsável pela divulgação das mensagens entre o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, tem recebido inúmeros ataques após o ocorrido. Ele é casado com o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), que também sofreu com a publicação do The Intercept.

Como a internet é terra de menino sem lei, alguns ataques são mais graves do que outros, como o do ex-assessor do MEC, Silvio Grimaldo. Através do Twitter, ele disse que “A única coisa positiva na matéria do Intercept é o HIV”.

Após o comentário, Glenn, que é o fundador do site, rebateu Silvio.

“Silvio Grimaldo, que até recentemente era um alto funcionário do Ministério da Educação de Bolsonaro, disse isso em resposta às explosivas revelações que publicamos sobre o Ministro da Justiça de Bolsonaro: ‘a única coisa positiva sobre o Intercept é o HIV’. Iremos explicar em um vídeo em inglês um pouco sobre o terremoto político que abalou o Brasil e o governo de Bolsonaro como resultado das reportagens que fizemos esta semana (e continuaremos fazendo) com base em um enorme arquivo de documentos (anteriormente) secretos”, escreveu o jornalista.

O The Intercept está fazendo uma série de reportagens sobre a relação de Sérgio Moro com o julgamento de alguns casos da operação Lava Jato, tendo como foco a ação que prendeu o ex-presidente Lula. Segundo Greenwald, existem ainda alguns áudios a serem liberados.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA: