O pré-candidato a vereador de São Paulo, William De Lucca, confirmou que irá denunciar no Ministério Público o apresentador Gilberto Barros por crime de homofobia. Isso tudo porque o apresentador afirmou em entrevista à Sônia Abrão que agrediria gays se os vissem se beijando na sua frente.

Dentre outras causas, William De Lucca é ativista no combate à homofobia

 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Além de apresentar denúncia no MP, também vou denunciar Gilberto Barros com base na Lei 10.948. Não é admissível que alguém, especialmente na imprensa, incentive a violência contra LGBT. Vai responder penal e administrativamente e vai aprender pela lei a respeitar nossa população”, criticou o pré-candidato, se referindo à lei administrativa nº 10.948/2001, que dispõe sobre as punições administrativas contra discriminação em razão de orientação sexual e identidade de gênero.

VEJA TAMBÉM:  Cobrador de ônibus homofóbico ofende lésbica: “Tinha que ser sapatão!”

A declaração criminosa de Gilberto Barros foi dada em uma live com a jornalista Sonia Abrão no YouTube. Se referindo a uma simples manifestação de afeto entre duas pessoas como “beijo de língua de dois bigodes”, Barros afirmou: “Hoje em dia, se quiser fazer na minha frente, faz. Apanha os dois, mas faz”.

Para De Lucca, a fala só reforça a importância da resistência e a necessidade de políticas cada vez mais efetivas de combate à homofobia e demais formas de discriminação.

“É inaceitável que em pleno século XXI a gente ainda seja ameaçado por fazer algo que qualquer pessoa heteronormativa faz tranquilamente, sem qualquer incômodo. Precisamos coibir este tipo de postura, mas, mais que isso, promover ações políticas e de reparação às violências contra a população LGBT. A ideia é construir novos referenciais de convivência em nossa sociedade para que se edifique uma cultura de pleno respeito às diferenças sexuais e de gênero, diferenças humanas”, completou.

VEJA TAMBÉM:  “Não permitimos gays aqui!”, diz placa de loja pendurada por dono homofóbico

Assista ao vídeo em que Gilberto Barros fez as afirmações criminosas:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).