Era apenas mais uma noite de sábado em Bascoli, uma praia na Itália, quando o casal formado por Giuseppe Pitirollo e seu marido, Daniele Bausilio, estavam jantando com amigos no último dia 23 de junho.

Mal sabiam eles o problema que enfrentariam ao decidir ir com o grupo para uma festa fechada que estava rolando na praia…

“Tentamos entrar ao que o segurança na porta disse que era uma festa apenas para casais, o que segundo ele, é só a união entre homem e mulher”, disse Giuseppe ao Gay Star News.

Ele então respondeu que eles eram um casal sim, lembrando que havia inclusive registrado sua união civil em junho de 2017. Na Itália, o casamento entre pessoas do mesmo gênero não é legalizado, mas em 2016, a lei reconheceu uniões civis entre casais homoafetivos, um marco na aceitação da comunidade LGBT em um país predominantemente católico.

O segurança continuou em sua postura intolerante quando dois casais que testemunharam a cena protestaram em defesa dos dois. O dono do local foi chamado e então alegou outro motivo: os dois estavam bêbados e não poderiam entrar na festa. Pode isso?

“Pedimos então para fazer o teste do bafômetro para provar que estávamos completamente sóbrios, mas eles se recusaram ”, disse Giuseppe.

Foto do casamento de Giuseppe e Daniele.

O casal então saiu e foi até a delegacia de Nápoles registrar queixa e relatar o acontecido.

“Nos sentimos humilhados. Eles nos diminuíram na frente de outras pessoas. Ver nossos direitos sendo negados de maneira tão descarada é vergonhoso!”, afirmou Giuseppe à imprensa.

Depois que o casal expôs o acontecido nas redes sociais, a organização da festa se manifestou negando a acusação de homofobia (!!!) em sua página do Facebook na maior cara de pau, afirmando:

“Alguns exploram sua orientação sexual para culpar outras pessoas. Somos respeitosos com todas as escolhas (oi? escolha?), mas nos reservamos o direito de recusar a entrada de qualquer pessoa que não esteja de acordo com nossa política de gentileza e respeito aos outros ”, escreveu o proprietário do local, Luciano Santini.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).