O princípio da programação que deu origem aos computadores e sistemas binários que usamos até hoje em dispositivos eletrônicos, de computadores a celulares, foi algo criado por Alan Turing, um matemático genial, gay e que ajudou a Segunda Guerra Mundial a acabar por possibilitar com seus cálculos e genialidade, uma enorme vantagem da Inglaterra sobre a Alemanha na época ao criar uma máquina que decifrava códigos e enigmas dos alemães.

Tempos depois do fim da guerra foi descoberto e exposto que Alan Turing era homossexual. O governo do Reino Unido chegou a aprisioná-lo e castrá-lo quimicamente. Anos mais tarde ele se suicidou em decorrência de depressão, totalmente impedido de trabalhar e sem o devido reconhecimento por seus grandes feitos à história mundial.

Foi somente décadas mais tarde que a realeza britânica pediu perdão a Alan e todos os homossexuais perseguidos e com condenações históricas em função de suas orientações sexuais.

Pois agora ele acaba de ser reconhecido pela série BBC Icons, da BBC, como um ícone do século 20. O apresentador de TV Chris Packham fez um discurso apaixonado sobre o trabalho de Turing durante o show.

Ele disse: “É tão difícil dizer quem melhor, quem é o melhor? Mas sob as condições, Turing brilha absolutamente. Diante da catástrofe global, ele construiu um computador para transformar cifra em música e mistérios em música. As máquinas enigma nazistas não eram páreo para sua astúcia.”


Assista também:


E acrescentou: “Um gênio, um salvador, mas ele também era autista e gay, então o traímos e o levamos ao suicídio.

“Vergonha. Reduza sua morte, uma tatuagem implacável na consciência da humanidade.”

Incentivando os membros da audiência a tirar seus smartphones, ele acrescentou: “Em cada uma das suas mãos você segura um pouco de Alan Turing. Ele está conosco quando acordamos, ele está conosco quando vamos para a cama à noite e ele está conosco quando conversamos com nossos entes queridos”.

Conheça mais detalhes de sua história no vídeo abaixo:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).