A mídia norte-americana está divulgando informações de que um dos suspeitos do tiroteio em uma escola no Colorado, no oeste dos Estados Unidos, é um garoto transgênero. Na semana passada, dois jovens abriram fogo contra estudantes da STEM School, deixando oito feridos e um morto.

Ambos os atiradores foram levados com vida pela polícia e compareceram ao tribunal na última quinta-feira (9). Devon Erickson, de 18 anos, foi um dos envolvidos. De acordo com o The Advocate, o jovem possui uma foto com a bandeira gay em sua conta no Facebook.

O outro acusado é um menor de idade de apenas 16 anos e não será julgado como adulto, segundo o portal LGBTQ Nation. No entanto, ele enfrenta acusações de suspeita de assassinato e tentativa de homicídio.

Uma fonte próxima à investigação do caso disse à KMGH TV que as motivações do crime foram “para além do bullying”. “Envolveram vingança e raiva em relação aos outros [estudantes] na escola”, revelou.

O melhor amigo de Erickson disse ao The Denver Post que o jovem gostava de peças musicais e tinha acabado de conseguir um emprego como professor de canto. Segundo o amigo, Devon nunca foi “tão intimidado assim na escola”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Um carro pinchado com a frase “Fuck Society” (foda-se a sociedade, em tradução livre) foi rebocado na casa do garoto atirador.