O ex-ator pornô e atual deputado federal por São Paulo (PSL), Alexandre Frota, foi condenado pela justiça a pagar uma multa de R$ 295 mil reais e prestação de serviços comunitários por dois anos no Fórum de SP, por difamação e injúria contra o deputado Jean Wyllys (PSOL).

Em 2017, Frota postou uma montagem em sua página oficial do Facebook afirmando que o deputado Jean Wyllys era a favor da pedofilia. “A pedofilia é uma prática normal em diversas espécies de animal (sic), anormal é o seu preconceito”, dizia a peça atribuindo a fala à Jean, que nunca proferiu tamanho absurdo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A juíza Adriana Freisleben de Zanetti, que condenou o ex-ator pornô, disse que ficou provado que o deputado do do PSOL jamais declarou a frase acima.

“A frase foi criada com a finalidade de difamar Jean Wyllys, causando na comunidade cibernética o sentimento de repúdio por empatia emocional com as vítimas de pedofilia”, afirmou a juíza.

VEJA TAMBÉM:  Transexual ganha processo contra hospital que a identificou como homem

Além da multa, da qual a defesa do culpado tenta recorrer sob alegação de “liberdade de expressão” (o que não faz sentido porque liberdade de expressão não caracteriza inventar absurdos ou ferir a moral de qualquer pessoa), Frota terá de prestar serviços à comunidade no fórum federal da região de Cotia.

Ele ainda terá os finais de semana limitados, tendo de permanecer em casa de albergado ou outro estabelecimento similar aos sábados e domingos pelo período de cinco horas diárias.

A multa aliada a pena de serviços comunitários servirá para substituir a condenação de dois anos e 26 dias de prisão, que havia sido determinada anteriormente.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).