Paula Fries e Katie Brown, duas norte-americanas que vivem em Charlottesville no Estado da Virgínia nos Estados Unidos, já estavam com quase tudo pronto para a cerimônia do sonhado casamento que vinha sendo planejado pelo casal desde Outubro.

Foi quando, no mês passado, Paula foi procurar um fotógrafo para registrar o evento: “Achei uma empresa de fotos de casamento nova e com algumas avaliações bastante positivas. Vi o portifólio e gostei do trabalho”, disse ao CBS19.

Foi então que ela entrou em contato com a empresa Gardenia Weddings dos sócios e também casal (hétero) Brett e Alex Sandrige.

Estava tudo praticamente acertado e a empresa já tinha mandado até o contrato com valor do trabalho que ficaria em 625 dólares.

Eis que chegou um e-mail de Alex, sócio da empresa avisando de que o serviço seria cancelado. O motivo? Suas crenças religiosas…

“Conversamos aqui e achamos melhor vocês procurarem alguém que combine mais com o seu casamento. Queremos nos manter firmes as nossas crenças”, dizia parte do e-mail printado por Paula e postado em suas redes sociais:

 


Assista também:


 

 

 

 

Com a frustração de ter que lidar com preconceito ao planejar um sonho, obviamente as duas se disseram chateadas pelo ocorrido:

“Já tínhamos avisado os outros fotógrafos pesquisados que tínhamos fechado com outro. Agora é pesquisar novamente  se certificando de não ser um profissional conservador. Fora isso, é uma sensação péssima e mostra o quanto ainda existe de preconceito mesmo a gente podendo se casar legalmente. Ainda há um longo caminho até a plena igualdade entre casais homossexuais e heterossexuais.”, afirmou Katie a reportagem.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).