Se você ainda não tem dinheiro para comprar um apartamento, não se esquente: alugue.

Hoje em dia, com o estoque de imóveis vazios nas cidades, alugar ficou um bom negócio para o inquilino já que os alugueis não ultrapassam 0,4% do valor do imóvel e, antigamente chegavam a 1% ao mês.

Se for casa, os valores ainda são mais baixos que isso. Os apartamentos, além do aluguel têm condomínio para ser pago e isso pode encarecer.

Mas, o importante que eu quero falar é sobre discriminação: pode ser que alguma imobiliária ou locador não queiram alugar para você por causa de sua condição sexual. Isso, é – além do ilícito civil – crime de homofobia.

Desde a criminalização da homofobia pelo Supremo Tribunal Federal eu tenho escrito artigos sobre as muitas faces da homofobia. A recusa de locar o apartamento para você pelo simples fato de você ser gay, é postura discriminatória e passível de processo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Você vai me dizer: Ah, Renato, mas vou fazer um processo por isso? Melhor procurar outro apartamento. Eu respondo: se todos os gays do mundo deixassem a ofensa pra lá, nunca teríamos chegado aqui, onde chegamos com nossos direitos e garantias.

Até um processo pode ser demais mas, o Boletim de Ocorrência pelo crime de homofobia vai ser uma medida bem prática para dar a todos os que, eventualmente nos discriminem, o recado de que não estamos mais aqui para sermos discriminados.